quarta-feira, 3 de março de 2010

MAGRICELINHO NARIGUDO


Uma mulher no Rio ganhou na Justiça uma indenização de uma loja de sucos por ter sido chamada de "loirinha peituda". Na ação, sua advocacia alegou que o fato é humilhante e que ela fora "exposta a gracejo indesejável, que extravasou a seara do mero aborrecimento”. Ora bolas, por que razão então a cidadã encheu as tetas de silicone? Não era pra ser notada, a loirinha peituda? O que ela quer? Ser chamada de a morena dos peitos pequenos?
Imagine se eu me aborrecesse cada vez que me chamaram de narigudo ou orelhudo? E de magricela, então? Se eu acionasse cada pessoa que notou meus traços biofísicos, estaria milionário...

***

Se a gente já nasceu de uma gozação, brinquemos então.

Nenhum comentário: