sábado, 20 de setembro de 2008

MUNDERRETE


Parei de pensar o que vai acontecer com o mundo em termos de aquecimento global. Creio que a humanidade, como coletividade, já fez a sua escolha, que não é muito diferente à escolha dos atlantes, dos maldekianos e de outras civilizações antigas.
Temas recentes e modernos como a permacultura, ecoaldeias e sustentabilidade (este último surgido na Eco Rio 92) admitem propostas (viáveis) de uma transformação de métodos, contudo, penso que os paradigmas é que devem ser quebrados... O tempo é dinheiro por tempo é arte; a ganância pela amorosidade; a competitividade pela harmonia fraternal; o consumismo e o carnivorismo pela produção e consumo de alimentos orgânicos... E por aí afora tantos outros, todos radiando a principal descoberta, que é pano de fundo de todas as mudanças supracitadas, que é o uso do calendário de 13 luas e 28 dias.
Sei que tudo isto parece, aos olhos comuns, muito utópico e pouco prático. Sei que o mais fácil é não pensar nisto tudo e ligarmos em mais um programa do Faustão... E é exatamente por isso que retomo o pensamento de que a humanidade já fez a sua escolha e, por isso, neste amanhecer galático, haverá as piores catástrofes de todas as Eras. E em breve!

***

Não quero ser catastrófico
Não quero ser nostradâmico
Não quero ser prenostálgico
Não quero ser coca-cólico
Não quero ser evangélico
Mas se tiver que ser dos últimos humanos
Sobre um dos últimos pedaços de madeira flutuantes
Não se aproxime: não serei piedoso.

Um comentário:

fernandatomiello disse...

haha, 'cumpádi' é brabo.. mas vamos lá..
adorei teu blog! favoritei ;)